Linho fever
Aguarde...

Linho fever

O tecido feito com essa fibra deixa a pele respirar e fica mais macio com o tempo de uso. Queridinho do verão desde muito tempo atrás, para os egípcios o linho era símbolo de luz, pureza e nobreza

 

 

A volta ao básico e a impossibilidade de viver em um mundo onde a demanda de matéria-prima é maior do que a natureza oferecer e a produção em excesso gera uma quantidade de lixo que o planeta já não suporta, o linho ganha terreno por sua pegada sustentável, natural e biodegradável. Funcional, o tecido feito com essa fibra deixa a pele respirar e fica mais macio com o tempo de uso. Famoso por sua durabilidade incontestável, o linho sempre carregou uma beleza leve, despojada, que remete a viagens, tranquilidade e conforto. Apesar do seu revival, sempre foi uma das fibras queridinhas do verão, desde de muito tempo atrás.

 

LOUIE Derby Olive

 

O linho também é uma das fibras têxteis mais antigas e resistentes do mundo. Produzido a partir de uma planta, da qual se extraem as fibras longas para a fabricação de tecidos, o linho tem os primeiros indícios de cultivo pelos egípcios há de 2.500 A.C. Para eles, era símbolo de luz, pureza e nobreza. Seus trajes de gala eram compostos de uma saia plissada de linho fino, branco e entrelaçado com fios de ouro e prata. As múmias egípcias também eram enroladas em tecido de puro linho – a tumba do faraó Ramssés II, morto em 1.213 a.C, foi descoberta em 1.881 d. C, e o pano que envolvia a múmia estava em perfeito estado de conservação – após 3.000 anos!

 

LOUIE Oxford Smollett

 

A redescoberta da fibra é uma resposta à busca por produtos de alta qualidade, preço justo e com baixo impacto ambiental. Sua produção se concentra na Europa, mas é claro que chineses e brasileiros também fazem parte da cadeia de fabricação e distribuição dessa matéria-prima.

 

 

O linho também é biodegradável, não queima CO2 em sua produção, dispensa o uso de inúmeros fertilizantes e ainda gasta menos água que o algodão. Ou seja... Outro ponto a favor é a reutilização dos resíduos de sua produção em diferentes indústrias, como a de cosméticos, alimentos e papel. Quer dizer, um ótimo custo beneficio para esse momento mais consciente da moda.

 

 

Dos egípcios aos millenials, o linho se transformou e agora reapareceu forte em diversas peças trendy para o verão 2019, com uma pegada mais minimalista, oversized e paleta diversificada de cores, dos vibrantes aos tons pastel.

 

LOUIE Derby Olive 

 

 

A moda masculina ficou mais arejada com o linho! É um tecido curinga, que pode ser usado tanto no verão como em dias mais frios. Isso serve também para blazers e calças.

 

LOUIE Oxford Smollett

 

Cores em tons aquarela fazem da camisa de linho uma arma de estilo poderosa para os dias de verão. Não tenha medo de arriscar. Para um look mais formal, aposte em tons terroso ou num azul escuro

 

LOUIE Oxford Smollett

 

 

 

Amassado sim - e tudo bem. Esse é até o charme da peça (se a ocasião for informal)!

 

LOUIE Oxford Smollett

 

Calça de linho com barra dobrada é perfeita para usar com sapato sem meia. Ou melhor, com as chamadas ‘meias invisíveis’