CHELSEA e JODHPUR BOOTS: dois clássicos
Aguarde...

CHELSEA e JODHPUR BOOTS: dois clássicos

A história é conhecida: ao longo dos séculos botas de cano longo foram sendo substituídas por botas de cano curto, mais práticas para calçar. Nem todas, no entanto, tornaram-se clássicos. Elas, sim. Ambas nasceram no século 19 e se popularizaram no ocidente a partir da Inglaterra
 

 

 

 

LOUIE Chelsea Boot Ollis Preta

 

 

Primeiro virou hit como um sapato próprio para os homens calçarem no dia-a-dia. Depois foi incorporada também ao look montaria. No século 20, a fama veio a partir de meados dos anos 50, quando virou febre entre artistas e intelectuais que frequentavam os bares, cinemas e teatros da área de West London. Na época, eles foram apelidados pela imprensa de “Chelsea Set”, em referência a Chelsea, um dos bairros mais famosos da região. O grupo logo virou sinônimo de um novo jeito de viver e se vestir – e as botas com um elástico na lateral eram presença certa no guarda-roupa de cada um deles, daí o nome “Chelsea Boots”. Nos anos 60, o modelo foi parar também nos pés dos Beatles. Rapidamente, outras personalidades, como Bob Dylan, também o incorporaram ao look. Desde então, elas estão entre os grandes clássicos da moda.

 

 

LOUIE Chelsea Boot Ollis Whisky

 

 

O grupo logo virou sinônimo de um novo jeito de viver e se vestir – e as botas com um elástico na lateral eram presença certa no guarda-roupa de cada um deles, daí o nome “Chelsea Boots”. Nos anos 60, o modelo foi parar também nos pés dos Beatles. Rapidamente, outras personalidades, como Bob Dylan, também o incorporaram ao look. Desde então, elas estão entre os grandes clássicos da moda.

 

 

  

LOUIE Chelsea Boot Ferrugem

 

 

 

JODHPUR BOOTS

 


LOUIE Johdpur Café

 

Não se sabe ao certo, mas alguns atribuem a origem da Jodhpur à cidade indiana de mesmo nome. Ali elas teriam nascido para serem usadas com as também famosas calças Jodhpur (conhecidas por serem justas até os joelhos e largas logo acima deles), quando os homens iam cavalgar. Por ser colônia inglesa, não era incomum a troca de referências culturais entre os dois países. Com duas tiras de couro ao redor do calcanhar, deixou o traje de montaria para ganhar as ruas e tornar-se um ícone até os dias de hoje.